O PLANEJAMENTO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL

O trabalho a ser desenvolvido em um ano letivo deve obedecer a um processo de organização que chamamos de planejamento escolar. Um planejamento bem discutido deve estabelecer vias de articulação entre as atividades escolares e o contexto no qual se insere a escola. Além disso, deve ser pensado de tal forma que permita mudanças em seu escopo ao longo do processo de trabalho, objetivando uma maior eficiência e adaptação às dificuldades enfrentadas pelos alunos ao longo do processo de ensino e aprendizagem. De forma sintética, o planejamento deve ser simples, objetivo e flexível.

No desenvolvimento do planejamento escolar devemos contemplar diferentes momentos de reflexão sobre nossas ações e nossa postura ao aplicá-lo e adaptá-lo ao longo de sua execução.

Sempre é bom lembrar que opções metodológicas, das quais derivam práticas e estratégias pedagógicas, relacionam-se com a postura que pretendemos assumir no trabalho escolar. Isso significa ser mais ou menos diretivo, organizar processos de discussão, propor atividades e trabalhos instigantes e momentos que favoreçam o estreitamento das relações entre a escola e a comunidade. É preciso, portanto, que, ao montar o planejamento se busque uma reflexão sobre essas ações e opções.

O planejamento escolar deve ser como um guia de orientação para todos os envolvidos no processo de ensino. Ele deve ter obedecer a uma sequência lógica e vincular-se aos objetivos da escola e àqueles mais específicos, vinculados às diferentes disciplinas e conteúdos.

O planejamento precisa manter uma relação entre os objetivos, o conteúdo, os alunos, os métodos e as formas de avaliação, para assegurar a unidade e a coerência do trabalho. Ele também deve facilitar o processo de preparação das aulas, orientando a seleção de materiais didáticos complementares que se fizerem necessários casos de situações imprevistas no decorrer das aulas.

No planejamento escolar é indispensável, portanto, a descrição dos conteúdos que serão abordados, dos objetivos de ensino e aprendizagem e das práticas pedagógicas. Com o advento da Base Nacional Comum Curricular, é apropriado que o planejamento traga também os vínculos entre conteúdos e objetivos com os objetos de conhecimento relativos à disciplina e ao ano do Ensino Fundamental em relação ao qual ele foi desenvolvido.
Por fim, vale a pena enfatizar que, entre as práticas pedagógicas previstas no planejamento, destacam-se aquelas que se relacionam com a avaliação. Esse importante item do planejamento deve propor diferentes formas, processos e instrumentos, adequando cada um aos objetivos de ensino propostos.

Conheça alguns planejamentos clicando no menu Ensino Fundamental I, e escolhendo a opção Planejamentos.

Deixe uma resposta